Saúde em Redes lança suplemento com Anais de Workshop em Bolonha

22/04/2020 | Notícias | 0 Comentários

Entre as atividades que foram realizadas no período de 17 a 22 de fevereiro de 2020, em Bolonha/Itália, durante a programação do 9º Workshop Internacional do Laboratório Ítalo-brasileiro de Formação, Pesquisa e Práticas em Saúde Coletiva (“Territori in dialogo: Le politichedisalute come trame diapprendimento” /“Territórios em diálogo: as políticas de saúde com trama dos aprendizados”) foi lançado pela Editora Rede UNIDA o Suplemento com os Anais das edições de 2017, 2018 e 2019 do Workshop. A publicação foi possível pela parceria entre a Associação Rede Unida e a Agencia Sanitaria e SocialeRegionale do governo da Regione Emília-Romagna.O Suplemento “Anais do Workshop Internacional do Laboratório Italo-brasileiro de Formação, Pesquisa e Práticas em Saúde Coletiva, Bolonha, 2017, 2018, 2019” está disponível na página da revista Saúde em Redes (www.revista.redeunida.org.br) e no acervo virtual da Biblioteca da Editora, no ambiente da cooperação internacional (http://editora.redeunida.org.br/editora-rede-unida/catalogo/series/saude-coletiva-e-cooperacao-internacional/). O acesso é livre para consultas no site.

A publicação reuniu textos, artigos, trabalhos, fotografias e outros materiais apresentados durante as três edições anteriores e que foram realizadas em Bolonha do workshop. Ainda no primeiro semestre de 2020 está previsto o lançamento dos Anais do 9º Encontro. A realização de uma publicação conjunta com tal abrangência representou um esforço grande dos editores e de diversos colaboradores na leitura e revisão do material, na revisão das traduções, quando foi o caso, e na diagramação. Todo o trabalho realizado foi solidário e mobilizado pela possibilidade de fortalecer a disseminação científica e o compartilhamento das produções do Laboratório Italo-brasileiro.

Maria Augusta Nicoli, médica e responsável pela área de Inovação social da Agencia Social e Sanitaria Regional da Emilia-Romagna, que também é editora associada na iniciativa da publicação do Suplemento da Revista, o esforço grande de sistematização do material, muito diverso pelas características do evento e da diversidade de participantes, foi recompensado pelo resultado final. “Ficamos todos muito felizes com a publicação, que sistematizou de forma abrangente documentos publicados parcialmente em cada ano, mas, sobretudo, uma grande quantidade de material que, até então, estava apenas na memória dos participantes”, registrou Maria Augusta. “A publicação é um momento importante porque representa o momento em que se ‘olha para trás’ para entender o que foi construído”, de acordo com Nicoli. Ainda segundo a opinião de Nicoli, “reconhecer os traços que foram deixados no chão é essencial para se ter consciência de que existem fundamentos, processos que foram iniciados, práticas que estão definindo novos caminhos”. A maior parte dos participantes italianos das edições do workshop, segundo Nicoli, é de trabalhadores vinculados aos serviços sociais e sanitários da Região da Emilia-Romagna, que ainda têm uma tradição pequena de escrita e compartilhamento de conhecimentos produzidos no trabalho. Assim, a publicação também é um estímulo à incorporação nos seus fazeres do dispositivo da reflexão sistemática e da escrita sobre o seu trabalho. Segundo Augusta, “o direito à saúde e à liberdade, que está registrado nos documentos oficiais, se realiza somente com o trabalho criativo e comprometido no interior dos sistemas de políticas públicas”, e, sendo assim, é preciso que os trabalhadores realizem o seu trabalho de forma criativa e inovadora, aprendendo e ensinando como fazer. Para a responsável pela área de inovação social, compartilhar o registro das atividades do Laboratório Ítalo-brasileiro também é uma forma de “valorizar o trabalho e os trabalhadores dos sistemas públicos de saúde e bem-estar social, principalmente nesses tempos de crises econômica, política e ética que vivemos”.

O prof. Túlio Franco, Coordenador Nacional da Rede Unida, classificou o lançamento como um marco histórico e pioneiro da Editora Rede Unida, no sentido de dar visibilidade e ampliar o acesso aos resultados de um trabalho colaborativo de abrangência internacional, envolvendo universidades e serviços de saúde há aproximadamente 10 anos, cujos participantes reiteram, ano a ano, a avalição muito positiva da participação direta nas atividades. Para Túlio Franco, a publicação lançada é “importante para a produção de memória e compartilhamento de ferramentas àqueles que estudam e trabalham na construção dos sistemas sanitário, social e educacional nos dois países”. O Coordenador Nacional da Rede Unida, que foi signatária do acordo para a sistematização e publicação dos Anais integrados, a iniciativa é marcada pela “generosidade em dispor ao público em geral esse importante material”.

Para Maria Adriana Moreira, Secretária de Saúde do Município de Tefé, no Estado do Amazonas, o lançamento reforça a relevância da participação no evento. Adriana participou pela primeira vez e declarou que o evento deixou a sensação de que “cada um dos trabalhadores de Tefé, que além de fazer o SUS todo o dia, procura sistematizar e compartilhar o conhecimento produzido no trabalho, se sentiria muito feliz e motivado a continuar se tivesse a oportunidade de estar no evento”. Sendo assim, segundo a Secretária, a iniciativa da publicação dará àqueles que não puderam estar presentes a satisfação de ver seus trabalhos sendo publicados e “circulando pelo mundo”, além do estímulo à ampliação da produção de conhecimentos no trabalho da oportunidade da leitura de outras experiências e o contato com uma diversidade de possibilidades muito grande, que fortalecem o trabalho no Sistema Municipal de Saúde de Tefé e em outras localidades.

A Terapeuta Ocupacional e Conselheira Nacional de Saúde (CNS) Priscilla Vielas, da Mesa Diretora do CNS, também participou pela primeira vez das atividades do Laboratório Ítalo-brasileiro em Bolonha. Segundo Priscilla, o olhar sobre as realidades brasileira e italiana contribui para ampliar a compreensão sobre o cuidado e a organização dos sistemas de saúde. “Na Itália há um olhar para cuidados em redes territoriais e comunitárias. São diversas experiências positivas que estamos compartilhando, partindo do ponto comum do direito à saúde e de políticas públicas inclusivas e democráticas”. A Conselheira, que também coordena a Câmara Técnica de Estudos Integrados do Controle e Participação Social na Saúde (CTEICPS) do CNS, registrou que a publicação permite compreender melhor a dinâmica da cooperação que vem sendo realizada pelos trabalhadores e pesquisadores dos dois países, e, sobretudo, ampliar pontos de conexão com aqueles que não participaram ativamente de todas as edições. Segundo ela, ao compreender melhor a dinâmica da cooperação, “é possível ampliar as articulações internacionais do CNS para fortalecer a participação popular nas políticas públicas”.

Para Augusta Nicoli, não é por acaso que a publicação toma o nome de Anais, ou seja, é uma reconstrução histórica articulada há anos, referindo-se à tradição francesa desenvolvida por Marc Bloch que, juntamente com Lucien Febvre, fundou “Annales d’histoireéconomique et sociale” em 1929, acumulando a produção histórica utilizada até então.

A Editora Rede UNIDA, com sua política aberta de compartilhamento dos conhecimentos e saberes do cotidiano do trabalho, sente-se feliz por mais esse lançamento e deseja uma leitura intensa e mobilizadora em defesa da saúde e da democracia em todos os lugares. Informa que a diagramação, que teve que ser compactada pela extensão do material e dos recursos disponíveis, foi inspirada no movimento jovem italiano de resistência democrática auto-denominado “as sardinhas”, numa leitura poética: a coesão/acumulação de boas ideias e boas lutas é libertária …

Compartilhe:


0 comentários

Enviar um comentário



O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Leia mais