Matripotência e Mulheres Olùṣọ́: memória ancestral e a enunciação de novos imaginários

Sobre a Obra

O quarto volume da Série Pensamento Negro Descolonial, “Matripotência e Mulheres Olùṣọ́: Memória Ancestral e a Enunciação de Novos Imaginários”, é resultado do aquilombamento de Mulheres de diferentes regiões do Brasil, que compuseram o curso “Guardiãs do Povo de Terreiro – OLÙṢỌ́”, realizado no segundo semestre de 2021. Propõe um mergulho pelas entranhas de experiências grafadas no corpo, na corpa, na memória, na história, na travessia de mulheres pretas, mulheres de axé, mulheres matriarcas, mulheres amefricanas na cena diaspórica.

Você está sendo convidado ou convidada a mergulhar por narrativas e recordações que fervem pelo corpo, pela corpa, que sangram pela alma; que emergem enquanto potência ao escorrer da experiência transatlântica forjando e enunciando novos imaginários sobre o ser mulher amefricana diaspórica. O que as mulheres amefricanas têm a contar? Por onde caminham suas histórias, suas memórias? Por onde percorrem suas narrativas quanto aos borrões, as ranhuras, os rastros/resíduos entre Améfrica e África?

Apostamos na trama, na dança, na trança, na dialógica e complementaridade entre diferentes tipos de textos e linguagem. Assim, convidamos você, leitora ou leitor, a viajar pelos textos de Oyèrónkẹ́ Oyěwùmí, de Ifi Amadiume e de Kaká Portilho; pelas cartas, fotografias e imagens das Mulheres OLÙỌ́; pelos poemas e oríkì de homens e mulheres pretas amefricanas; e pelas ilustrações de Priscilla Pinheiro Lampazzi.

Fique à vontade, sinta, experimente, permita-se, ouça, vibre, reflita sobre cada palavra falada, escrita, desenhada, cantada, fotografada, enunciada, anunciada, performada, grafada nessas páginas.

Mês e ano de publicação: janeiro de 2022

Organizadores: Míriam Cristiane Alves, Ana Paula Melo da Silva, Raquel Silveira Rita Dias, Priscilla Pinheiro Lampazzi e Kaká Portilho
ISBN: 978-65-87180-94-6
DOI: 10.18310/9786587180946

Compartilhe:


PDF

2 Comentários

  1. Caroline

    Não consigo baixar o epub. Podem ajudar?

    Responder
  2. Marceli Santos

    Que obra linda e necessária! Parabéns e muito Asé

    Responder

Enviar um comentário



O seu endereço de e-mail não será publicado.