O Conselho Nacional de Saúde no enfrentamento à pandemia de COVID-19: a arte como resistência e valorização da vida

Sobre a Obra

Dentre as principais discussões da Rede Unida, do Conselho Nacional de Saúde e da Organização Panamericana de Saúde estão  a garantia de acesso à saúde para todos cidadãos, a promoção da saúde na sua integralidade e o incentivo à participação social. Pensando no fortalecimento desses temas, a Rede Unida tem produzido materiais educativos e iniciativas pedagógicas, em particular com mobilização de movimentos sociais e representações da cultura popular para construção conjunta de estratégias que disseminem, permeiem e ampliem essas discussões. Para tanto, essa tarefa inclui a formação de redes entre artistas populares, militantes de diferentes frentes, estudantes dos diversos núcleos da saúde, professores e trabalhadores do Sistema Único de Saúde que, valem-se da Educação Popular.

Entre outras iniciativas, os Rádio-livros se compõem a partir da tradução cultural de livros e coletâneas, e são uma das estratégias de produção de materiais com conteúdo crítico-reflexivo, acessível e cheio de esperançamento para ser espalhado por todos os cantos deste Brasil.

Inicialmente, o trabalho de produção dos Rádio-livros foi desenvolvido pela leitura cuidadosa em grupo e adaptação cultural nas linguagens das diferentes expressões da arte popular de temas que conversam sobre direitos e a responsabilidade do Estado. Por isso, os temas da 2ª Conferência Nacional de Saúde das Mulheres, das ações do Conselho Nacional de Saúde no enfrentamento à pandemia de COVID-19, da 1ª Conferência Nacional de Vigilância em Saúde e da 16° Conferência Nacional de Saúde foram intencionalmente selecionados para serem trabalhados. As discussões dos grupos tão heterogeneamente formados, mas que convergiam suas opiniões para o denominador comum de enxergar a saúde como um direito de todos e multifacetado na medida em que está também presente no direito à educação básica, no direito a uma moradia digna, no direito à alimentação saudável, no direito ao trabalho, no direito ao lazer e à cultura. Assim, os Rádio-livros foram produzidos e são acessados com o pensamento, com o coração e com a vontade de fazer o mundo melhor para todas as pessoas viverem e para que a saúde das pessoas e coletividades se expressem de forma mais plena. Paulo Freire já nos dizia “Ninguém liberta ninguém. As pessoas se libertam em comunhão.” e é nessa perspectiva Freireana que convidamos a somarem-se a nós, às Rádios Comunitárias, aos movimentos populares e àquelas pessoas cujo desejo e movimentação reverberam e promovem mudança. O desejo é que mais e mais pessoas se unam à caminhada de resistência e tornem possível libertarmo-nos juntos da opressão e violência sofridas cotidianamente. Destacamos que os Rádio-livros e todas produções deste projeto possuem fins exclusivamente educacionais, sendo proibida a compra e a venda em qualquer circunstância. Cada Rádio-livro está disponibilizado em formato de áudio e também e-book e está liberado o uso para fins educacionais em atividades de acesso aberto, sem custos, desde que citada a fonte. É gentileza informar a Editora Rede Unida dos usos dos materiais.”

Mês e ano de publicação: junho de 2022

Organizadores: Alcindo Antônio Ferla, Cicero Kennedy Lacerda, Érika Roméria Formiga de Sousa, Gustavo Cabrera Christiansen, Matheus Madson Lima Avelino, Lorrainy da Cruz Solano e Samuel Pereira do Nascimento; Prefácio de Fernando Zasso Pigatto
ISBN: 978-85-54329-70-9
DOI: 10.18310/9788554329709

Compartilhe:


PDF

0 comentários

Enviar um comentário



O seu endereço de e-mail não será publicado.