População em situação de rua abordagens interdisciplinares e perspectivas intersetoriais

Sobre a Obra

As abordagens interdisciplinares e perspectivas intersetoriais são uma grande contribuição para o enfrentamento político e sociopedagógico da presença cada vez maior da população em situação de rua. As respostas do chamado “poder público”, além de insuficientes e inadequadas, são sempre de tutela e não facilitadoras e vivenciais da construção da autonomia. As chamadas “políticas públicas” são mantedoras da miséria, das desigualdades sociais. A população em situação de rua é condenada a viver os efeitos da política capitalista neoliberal, do descarte. A população em situação de rua é indesejável e sofre todas as consequências de ações violentas e higienistas travestidas de discursos pseudo-humanistas e com lógica do desprezo, preconceito e racismo estrutural. Que o presente, complexo e profundo trabalho ajude a aguçar um olhar crítico, histórico e de compromisso. Uma luta desigual, da qual, muitas vezes, sairemos derrotados. As derrotas e conflitos alimentaram nossa perseverança na luta contínua e permanente contra toda forma de opressão. Coniventes com a perversidade não seja nunca a nossa opção ou posição. Na academia, na convivência nas ruas, praças, vielas, quilombos e comunidades, uni[1]dos na uta pela liberdade a partir dos esquecidos e abandonados.

Mês de publicação: julho 2022

Organizadores: Nilza Rogéria de Andrade Nunes, Mônica de Castro Maia Senna e Giovanna Bueno Cinacchi
ISBN: 978-85-54329-63-1
DOI: 10.18310/9788554329631

Compartilhe:


PDF

2 Comentários

  1. Rejany Ferreira Rayder dos Santos

    Contribuiu muito para minha atuação!

    Responder
  2. Rejany Ferreira Rayder dos Santos

    Contribuiu muito para minha atuação a pessoa em situação de rua.

    Responder

Enviar um comentário



O seu endereço de e-mail não será publicado.