Qualidade e relevância social da formação profissional em saúde: parao controle social, duas faces da mesma questão

Sobre a Obra

Este livro nasceu da experiência do Conselho Nacional de Saúde (CNS), principalmente por meio da Comissão Intersetorial de Recursos Humanos
e Relações de Trabalho (CIRHRT) e da sua Câmara Técnica na avaliação da relevância social e sanitária dos cursos da área da saúde como tradução
da qualidade tecnopolítica e da sua compatibilidade com as políticas do Sistema Único de Saúde (SUS). Sem estender muito a discussão
sobre as diferentes abordagens da educação em relação à qualidade do ensino, para o CNS – e com inspiração nas Diretrizes Curriculares Nacionais
(DCN) dos cursos da saúde, da Política Nacional de Educação e Desenvolvimento do Trabalho na Saúde (a denominada Política Nacional
de Educação Permanente em Saúde – PNEPS), a articulação educação e trabalho é um marcador de excelência da qualidade, considerando a crítica
epistemológica sobre a especialização do conhecimento e a fragmentação técnica e profissional no mundo contemporâneo e, sobretudo, reconhecendo
a produção da saúde – e, da mesma forma, o trabalho no interior de sistemas, serviços e redes territoriais – como campo de ação complexo. 

Mês e ano de publicação: junho de 2022

Organizadores: Sônia Maria Lemos, Mário Uriarte Neto, Francisca Valda da Silva, Rosibeth Palm, Mirian Benites Falkenberg e Alcindo Antônio Ferla
ISBN: 978-85-54329-67-9
DOI: 10.18310/9788554329679

Compartilhe:


PDF

0 comentários

Enviar um comentário



O seu endereço de e-mail não será publicado.